Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

SEM CONDESCEDÊNCIAS

condescendencias.jpg

Da discussão nasce a luz!
O "eureca" da descoberta!
A nota sublime do executante!
Discute-se com discordâncias e concordâncias
Sem condescendências
Que semelham a esmola dada ao pobre
Que perpetua a fome milenária
Dos sempre repetidos indigentes...
Discute-se com recuos e avanços
No sentido da perfeição
Sem condescendências!
Não condescendem
O médico nos seus diagnósticos
O cientista nas suas experiências
O compositor no arranjo das suas notas
O escritor na urdidura da sua narrativa
O pintor
Que busca combinações cromáticas originais
O cantor
Que trabalha a colocação da sua voz
O pianista
Que aperfeiçoa a sua técnica de execução...
O ser vivo
Que por força quer nascer
O sorriso
Que se desenha nos lábios duma criança
O melro no seu trinado mavioso
A rosa no seu abrir triunfante
O poeta
Cujos poemas tornam o verso livre ou tradicional...
O navio
Que sulca as águas salgadas
O vento
Que nunca perde o seu sopro
O Sol
Que brilha e nos aquece
O mar
Que nos traz a brisa fresca
A Lua
Que à noite nos ilumina...
Discute-se sem condescendências
Que andam de braço dado com o silêncio
Que forçosamente guardam
O triste
Que não tem nada para dizer
E se refugia na sua mudez de granito
O cadáver lívido
Que jaz no ataúde
O desesperado
Que troca a vida pela morte
O surdo
Que não responde à pergunta
Que não ouve
O mudo
Que se exprime em linguagem gestual
Os oprimidos
Que não têm voz
Os poemas surdos-mudos
Que o verso livre engendra...

As imensidades rochosas!