Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

ATÉ ÀS NUVENS



Fora num acto inocente
Que lhe caiu no regaço
Escondendo o rosto entre
As pernas do seu melaço.

Uma e outra lambedela
Lambeu tudo até ao fundo
Goluseima era aquela
Que a trouxe de novo ao mundo.

A vulva com euforia
Dereteu-se num degelo
E sorriu com simpatia
Às lambedelas no grelo.

De repente o corpo dela
Num tremor se contorceu
Deu uma sacudidela
E em surdina ela gemeu.

Pra seu dele grande pasmo
Eriçaram-se as penugens
Que a levaram num orgasmo
A subir até às nuvens