Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

CORPO FEMININO

 Amanhã se deus quiser
Outro dia nascerá
E o corpo doutra mulher
O meu membro acolherá.

Sua mão aveludada
Tacteando com brandura
Erguê-lo-á na 'spessura
Da sua cor encarnada.

Com os seus lábios carnudos
Orlará o meu inchaço
E entre os seus seios desnudos
Afagá-lo-á num abraço.

No meio do seu regaço
Untar-se-á o meu rubor
Pra que lábil ganhe espaço
No oco posterior!

Todo o corpo feminino
(Não fora a profanação)
É fonte de amor angelino
Em toda a sua extensão!

Afagos das tuas mãos
Afastam de mim o frio
Florescem numa erecção
Que apunham ao desafio...

Com tuas mãos ao redor
O meu falo se alevanta
Aquece e expulsa o calor
Em jactos de goma branca.





Tua cabeça agitada
É poiso das minhas mãos
Quando a erecção osculada
Se liberta dos seus grãos!

Inefável união
Da tua tépida boca
Com a minha erecção
Que solta a semente louca!

Belo o sulco do teu peito
Ladeado de duas damas
Casadas bem a preceito
Com minha erecção em chamas,

Banhadas pela brancura
Que de mim sobre elas cai
Quando cheia de loucura
Pula da erecção e vai...

Teu ânus libidinoso
Deglute a minha erecção
Num espasmo sequioso
De rara sublimação.

O meu membro se incorpora
No teu ânus que o reclama
E copioso se derrama
No âmago que o devora.

Não fosse ela uma regina
Não chegaria no fim
Por isso que é feminina
E mais amada por mim!

Talvez por falta de zelo
As palavras escasseiam
Não é por falta de anelo
Que a vagina aqui rareia...