Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

A COR DUMA VELHA IDADE

corvelhaidade.jpg

Quanto suor vertido nas estradas
E nas imensas ruas da cidade!
Nelas deixei a minha mocidade
E muitas ilusões desenganadas...

Quanta dor, quanta mágoa, nas passadas,
Em busca duma mera felicidade,
Em busca da quimérica amizade,
Que se negam às almas deserdadas...

Num negro subterrâneo me afundei:
Tão escura se tornou a claridade
Que tenho olhos que vêem mas ceguei...

( Aliás, o negro em que mergulhei
Não é mais do que a cor da velha idade,
À qual há muitos anos já cheguei!)