Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

NO DESLIZAR DA PALAVRA



A pena nunca me assusta
Nem tão pouco a folha branca
Fiz-me homem à minha custa
A mim já nada me espanta.

No deslizar da palavra
Eu marco encontro comigo
E tudo aquilo que digo
São coisas da minha lavra.

Não temo as hesitações
Sei esperar o momento
As boas composições
Estão dentro do pensamento.

Boa é aquela hora
Que nos dá um bom sinal
Deitamos tudo pra fora
Sem que nada corra mal.

Bem ligadas as ideias
Desliza a pena veloz
Das palavras as cadeias
Nunca me deixam a sós.

As palavras e seus mundos
Combinados a preceito
Fazem-me enfunar o peito
De sentimentos profundos.

Por certo não sou poeta
Mas disto estou bem seguro
Meu viver é menos 'scuro
Graças a esta faceta!