Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

À BEIRA DO SADO



Estou aqui olhando o mar
Rio da minha cidade
Não sei quem o fez zangar
Com tanta animosidade.

Ondula-se numa fúria
Sob as rajadas do vento
tem uma cor de penúria
Que lhe vem do firmamento.

Ontem era azul marinho
E sob os raios solares
Prateava um caminho
Dos que encantam os olhares.

Amanhã já sem borrasca
Nova planície será
E a alegria que nos dá
Cada dia mais se alastra.

Amo o branco rendilhado
Desta baía tão linda
À beira do rio Sado
Eu nasci e vivo ainda!