Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

VOLTO SEMPRE



Uma placa de cimento
A superfície do mar
Porque o céu está cinzento
E não há vento a soprar.

Nestes tons cinzento e branco
Foz e abóbada celeste
Têm um terceiro encanto
Entre o brilhante e o agreste.

No parque as árvores nuas
E as de folhas persistentes
Contam as histórias suas
Aos ouvidos coniventes.

Plátano álamo cedro
Acácia jacarandá
Dizem-me que ainda é cedo
E eu vou ficando por cá.

Um grande barco parado
Serve de fundo ao jardim
E um quadro inusitado
Assoma em frente de mim.

Assim se renova a vida
No rio e à sua frente
Até já na despedida
Quer dizer que volto sempre!