Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

NÃO É PRECISO CONHECER


Longas estradas eu palmilhei
Nestes dois meses que passaram
As gentes que por aí encontrei
Todas elas me saudaram.

Não é preciso conhecer
Os que por si vão passando
Erguem a mão saudando
Como quem diz: eu sou um ser!

Era fora da cidade
Entre carreiros e vinhedos
Onde mora a humanidade
Dos que afugentam os seus medos.

Infelizmente também vi horrendas
Devastações de soutos e pinhais
Para a construção de vivendas
À moda de bairros sociais.

É um crescer em comprimento
Em que uns poucos vão ocupar
Vastas terras em detrimento
De mais oxigénio no ar.

Entre as vias principais
Há caminhos de terra batida
Em que transbordam de vida
Arvoredos e animais...