Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

SENHORA



Não é por ingenuidade
Que se tem um sentimento
Que toma a nossa vontade
Sem pedir consentimento.

Nem é por qualquer cegueira
Que se ama sem remissão
Manda mais o coração
Mesmo quando não se queira.

Não pode o animal selvagem
Deixar o seu habitat:
Não é falta de coragem
A vida é que o prende lá.

As grades duma prisão
Às vezes são amovíveis
Mas as do amor é que não
Porque essas são invisíveis.

Me enredaste, ó sedutora,
Numa malha bem urdida
Agora és tu senhora
Do resto da minha vida!

1 comentário

Comentar post