Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

O CURSO DA VIDA



Uma libelinha esvoaça num charco
Ressoa o coaxar insistente de rãs
Nem sempre a beleza natural abarco
Distraído de tantas coisas vãs.

Folhas secas já acastanhadas
Cobrem a calçada de ruas e largos
A natureza dá-nos muito mais que os encargos
Que nos pesam sobre as costas alquebradas.


O arrolho de um riacho que corre
Em estações de águas pluviais
O curso da vida que não morre
Alheio de homens e de animais.

A lua que à noite nos ilumina
Mostra sombras que nos falam de infinito
À sua luz é tudo tão bonito
Ouro saindo de uma fecunda mina.

Os meus olhos pestanejam felizes
Descobrindo esplendor em toda a parte
Montes e vales são as raízes
De todas as grandes obras de arte.