Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

NADA CUSTA

Tenho-te aqui bem apertada

Entre os meus braços que são teus

Sei que partes não tarda nada

Oxalá não seja um adeus.

 

Até breve é sempre o que dizes

Mas não voltas com brevidade

Ainda assim somos felizes

Nem que seja pela amizade.

 

Uma amizade bem robusta

Quando um no outro nós estamos

És tão versátil convenhamos

ser teu amigo nada custa.

 

É sempre muito o que me dás

Contigo entro num labirinto

Donde sair sou incapaz

De tão bem que por lá me sinto!