Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

AGORA VOU À PROCURA

vouprocura.jpg

Agora vou à procura
De algo que me valha a pena
Pra atenuar a secura
Que dentro de mim gangrena

E afastar o desespero
Que me vem a devorar
E não me deixa pensar
As coisas lindas que quero.

Mas não sei que buscarei
Nem que caminhos trilhar
E como hei-de procurar
Deveras também não sei.

Os pensamentos trocados
Pelas voltas do destino
Quanto mais são recordados
Tanto mais eu desatino.

E a procura continua
Entre um denso nevoeiro
Nem a secura se atenua
Nem chego a porto certeiro.

Sinto uma forte tontura
À qual resistir não posso
Que estou à beira do fosso
Em que se alberga a loucura.

Uma ânsia que me cansa
Já debilita o meu corpo
Eu ainda não estou morto
Mas morreu em mim a esperança .