Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

O MASTRO

 

A tua cabeça desceste

Quando me sentiste ao rubro

A razão por que o fizeste

Nem quero ver se descubro.

 

Os teus lábios sedentos

Sobem e descem o mastro

Que sucumbe aos movimentos

E atrás de si deixo lastro.

 

Jamais me vinha à ideia

Que a tua boca travessa

Gostasse de ficar cheia

e de sugar a remessa.

 

Ajoelhas-te junto à cama

E só deixas de o trepar

Quando o mastro perde a chama

E eu já vi  estrelas no ar...