Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

O MEU PALPITE

Como se jogasse na lotaria

Estava certo o meu palpite

E saciei um apetite

Que há muito me consumia.

 

Como quem não quer a coisa

Penetrei onde não devia

Não partindo logo a loiça

Era certo que ela consentia.

 

E satisfiz o meu vício

Nesse e em muitos outros dias

Como tudo o que tem início

Chegaram ao fim  as tropelias.

 

É um vício inefável

Que comigo morrerá

Um prazer tão condenável

Quem nunca o teve dirá...