Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

OUTRA VARA

Uma bela e airosa dona

Varejava as oliveiras

No meio das companheiras

Que apanhavam a azeitona.

 

Com a noite já caída

A dona não varejava

Agora mui decidida

Outra vara empunhava.

 

As duas mãos amaciara

Untando-as com pomada

Para que esta outra vara

Não ficasse molestada.

 

Afanosa consolou

A vara que manuseava

E quando a vara jorrou

Já dentro dela morava...