Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

QUEM SOUBER

Diga-me lá quem souber

Como ter serenidade

Conjugar dor e prazer

E ser feliz de verdade

 

Deixar abalar a alma

A seguir o seu instinto

Não perder jamais a calma

Ao cair num labirinto

 

Olhar o mundo e concluir

Que acharemos o seu fim

Nunca por nunca desistir

De tornar bom o que é ruim

 

Fazer do sonho uma arma

Que derrote a malquerença

Ter ainda boa presença

Quando a sorte nos descarna

 

Descortinar a ilusão

Quando seja traiçoeira

Não cair na ratoeira

De ceder à presunção

 

Desmascarar o cinismo

Oculto em palavra mansa

Nunca perder a esperança

Mesmo à beira do abismo

 

Perdoar uma traição

Que fere até às entranhas

Resistir à tentação

De proceder com artimanhas

 

Encararmos o devir

Sem deixar cair os braços

Podermos sequer sorrir

Se a vida nos tolhe os passos?

3 comentários

Comentar post