Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VERSOS RIMADOS

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

Versos de amor, de crítica, de meditação, de sensualidade, criados ao sabor da rima e da métrica pelo autor do blog...

PÓ E CINZAS



Uma laje muito fria
Sob as nuvens o sol displicente
O ânimo condizente
O vento sopra nostalgia.

Pedras repousam colina acima
Sobre elas árvores debruçadas
Uma espécie de microclima
Diferencia as madrugadas.

As noites têm outra aragem
E as estrelas lá no céu
São romeiros numa viagem
Na qual viajo também eu.

Rangendo a pedra de mó
Esmaga os grãos de trigo
Reduzindo tudo a pó
O mesmo que trago comigo.

As chamas duma fogueira
Dissipam tudo na floresta
Do fogo da vida inteira
A cinza é tudo o que resta!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.